Prática, concisa é a resenha diária de Bosco Martins.
Em poucos minutos você já sai de casa sabendo o que há de importante.

Golpismo volta a “bostear” grupos de Zap

Mato Grosso do Sul, 10 de agosto de 2022

Lançada pelo presidente Jair Bolsonaro na convenção do PL, a convocação para manifestações no Sete de Setembro ganhou as redes sociais, marcada pelo tom golpista.

Segundo levantamento do Monitor de WhatsApp da UFMG, a circulação de mensagens sobre o tema nas redes bolsonaristas cresceu 290% na última semana de julho. Além de chamarem para protestos em todo o país, os textos espalham notícias falsas sobre urnas eletrônicas e defendem atos antidemocráticos, como a intervenção militar e o afastamento dos ministros do STF. Aliados do presidente temem que a radicalização afaste eleitores, num momento em que ele recupera terreno nas pesquisas.

Jogo Sujo

O clima beligerante nas redes sociais fez com que a equipe da Polícia Federal responsável pela segurança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pedisse apoio às superintendências da corporação. Os agentes relataram “adversidades” e “episódios de violência” vividos pelo candidato petista este ano. O pedido relata pelo menos sete ações hostis, incluindo o lançamento de pesticidas sobre militantes por um drone e a invasão do evento de lançamento das diretrizes do eventual programa de governo do PT.

A Santa e o Demo

Enquanto isso… A primeira-dama Michelle Bolsonaro compartilhou um vídeo em que Lula participa de um ritual de purificação num templo de matriz africana. A legenda o vídeo, publicado pela vereadora de São Paulo Sonaira Fernandes (Republicanos), diz que Lula “já entregou sua alma para vencer essa eleição”. Evangélica, Michelle vem subindo o tom no discurso religioso, procurando consolidar a base do marido nesse segmento.]

TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, vetou ontem um pronunciamento em rede nacional do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, sobre o lançamento da Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite. Segundo Fachin, o princípio constitucional da impessoalidade impede a “personificação” de políticas públicas, especialmente perto da eleição. Segundo informações, Queiroga pretendia usar o pronunciamento também para enaltecer a atuação do governo federal na pandemia de covid-19.

TSE 1

Fachin, que passa na semana que vem a presidência do TSE a Alexandre de Moraes, se despediu do tribunal ontem enaltecendo as urnas eletrônicas e lembrando a luta de sua gestão contra a disseminação de notícias falsas sobre as eleições. “Há uma enorme coalização nas trincheiras dos defensores da democracia, da transmissão responsável de informações e no enfrentamento às fake news”, afirmou.

Condenação

A Segunda Câmara do Tribunal de Contas da União (TCU) condenou por unanimidade o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, o ex-chefe da força-tarefa da Lava-Jato Deltan Dallagnol e o procurador João Vicente Beraldo Romão a devolverem R$ 2,8 milhões aos cofres públicos. O dinheiro teria sido recebido indevidamente por meio de diárias e passagens aéreas durante a operação. O ministro Bruno Dantas, relator do processo, disse que os gastos podem caracterizar “atos dolosos de improbidade” e multou cada um dos réus em R$ 200 mil. Janot e Dallagnol já avisaram que vão recorrer. A condenação foi particularmente amarga para o ex-chefe da força-tarefa, que pretende se candidatar a deputado federal pelo Podemos do Paraná. “O sistema quer vingança”, afirmou Dallagnol num longo fio no Twitter. “Este é mais um episódio que mostra o quanto o sistema político não tá nem aí para a sociedade. Mostra até onde o sistema é capaz de chegar para impedir que o combate à corrupção avance no país.” Caso a decisão da Segunda Câmara seja confirmada pelo Plenário do TCU, Dallagnol pode ter o registro da candidatura negado pela Justiça Eleitoral, dizem especialistas. A lei da Ficha Limpa determina que são inelegíveis os que tenham suas contas rejeitadas “por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa”, por decisão “irrecorrível” do órgão competente.

 

CULTURA

Uma das mais talentosas atrizes brasileiras, Tônia Carrero completaria cem anos no próximo dia 23. Para celebrar a data, o Itaú Cultural lança no sábado, em São Paulo, a Ocupação Tônia Carrero, que, além do lado artístico, ressalta a faceta política da estrela. Sua batalha pessoal contra a censura em 1967 para liberar a peça Navalha na Carne, de Plínio Marcos. “Minha avó foi muito corajosa e sempre lutou muito, abriu muitas portas para discussões sobre os direitos da mulher, sobre a luta pelo feminino”, diz Luisa Thiré, neta de Tônia e uma das organizadoras da mostra. (Folha)

O Ministério Público e a Polícia Civil do Mato Grosso estão investigando uma denúncia de homofobia e censura contra o Sesc local feita pela escritora e drag queen Nelly Winter. O lançamento na instituição do livro Versa – Bardos em Linhas, do qual ela é uma das autoras, foi cancelado, segundo áudio enviado por uma funcionária, porque, em outro evento com pessoas travestidas, “o pai de uma criança reclamou”. “Estamos vivendo um contexto muito complicado aqui, e eu acho que seria perigoso pra mim, liberar”, diz a funcionária. O Sesc diz que a pessoa não tinha autoridade para falar pela entidade e negou o cancelamento, confirmado pela editora responsável pela publicação. (Globo)

Um dos mais celebrados poetas e cronistas brasileiros da atualidade, Fabrício Carpinejar é o convidado de hoje do Clube de Leitura CCBB 2022, organizado pelo Centro Cultural Banco do Brasil no Rio. Por escolha do público via Twitter, Ele vai ler trechos de seu livro de crônicas O Amor Esquece de Começar, lançado em 2006, e discuti-lo com a curadora Suzana Vargas e, virtualmente, com a escritora Taylane Cruz. O encontro acontece no CCBB-RJ, às 16h, e a entrada é gratuita, com ingresso retirado no local. A conversa com Carpinejar estará disponível no canal do Banco do Brasil no YouTube a partir de 17 de agosto. Para setembro, o poeta e pesquisador Sergio Nazar David falará sobre um livro de José Saramago a ser escolhido pelo público no Twitter.

Estão abertas até 30 de novembro as inscrições para a 28 ª edição do É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários, que acontecerá simultaneamente no Rio e em São Paulo entre 13 e 23 de abril do ano que vem. Como o evento é reconhecido pela Academia de Hollywood, os vencedores das categorias longa e média metragem nacional e internacional estarão automaticamente classificados para disputar o Oscar. As inscrições podem ser feitas no site oficial do festival.

 

fonte canal meio e blogdobosc

 

 

BRASILEIROS PERDIDOS PARA A COVID CHEGAM A UM QUARTO DE MILHÃO

Já estava previsto, mas não é menos aterrorizante. O Brasil atingiu nesta quarta-feira a marca de 250 mil mortos pela Covid-19, mantendo-se atrás apenas dos EUA em número de vítimas fatais, embora seja o terceiro em casos — a Índia é o segundo. Ontem foram registradas 1.433 mortes, totalizando 250.079 vítimas. A doença está retrocedendo em vários países, informa Jamil Chade com dados da OMS, mas aqui ocorre o contrário. A taxa de transmissão no Brasil, apurada pelo Imperial College de Londres, voltou a subir e está em 1,05 – significa que 100 infectados transmitem o vírus para 105 novos portadores. Acima de 1, a taxa indica que a doença está fora de controle. Isso é o Brasil. (UOL)

Miguel Nicolelis, cientista: “Neste momento, o Brasil é o maior laboratório a céu aberto onde se pode observar a dinâmica natural do coronavírus sem qualquer medida eficaz de contenção. Todo o mundo vai testemunhar a devastação épica que o SARS-CoV-2 pode causar quando nada é feito de verdade para contê-lo.” (Twitter)

Embora seja comandado por um general apresentado como especialista em logística, o Ministério da Saúde se enrolou com a Região Norte. Mandou para o Amazonas as duas mil doses de vacinas destinadas ao Amapá, que recebeu as 78 mil doses do Amazonas. A pasta diz que a situação será corrigida. E a crise amazonense só faz crescer. Nos 54 dias de 2021, a Covid-19 matou 5.228 pessoas no estado, mais que os 5.285 mortos registrados entre março e dezembro do ano passado. (G1)

A calamidade causada pela doença vai de um extremo ao outro do país. Depois do Amazonas, o Rio Grande do Sul vê sua rede pública à beira do colapso, com 96% dos leitos de UTI ocupados em Porto Alegre. A média móvel de mortes também registrou um aumento de 53% em relação há duas semanas, indicativo de alta nos óbitos. Pior, segundo especialistas, o número ainda não reflete as aglomerações clandestinas no carnaval. (Globo)

Em São Paulo, o governo determinou um “toque de restrição” a partir de amanhã, entre 23h e 5h para conter aglomerações. Em entrevista coletiva, o próprio governador João Doria (PSDB) teve dificuldade em explicar como o sistema funciona. (Folha)

O Senado aprovou projeto de lei permitindo que o governo assuma os riscos decorrentes da aplicação de vacinas, o principal entrave à compra de imunizantes da Janssen e da Pfizer (que já tem registro definitivo da Anvisa). O texto prevê ainda que a iniciativa privada compre vacinas, mas algumas várias condições: enquanto houver vacinação de grupos prioritários, 100% do que empresas importarem deverá ser doado ao SUS; depois, esse percentual cai para 50%, e o restante terá de ser aplicado gratuitamente, por exemplo, na imunização de funcionários. O projeto deve ser votado ainda esta semana na Câmara. (Globo)

Só que… O presidente Jair Bolsonaro, crítico dos termos exigidos pela Pfizer, acenou com a possibilidade de vetar o projeto aprovado pelo Senado. (UOL)

O Ministério da Saúde recebeu na terça-feira 3,2 milhões de novas doses de vacinas – dois milhões da Oxford AstraZeneca e 1,2 milhão de doses da CoronaVac. Elas devem começar a ser distribuídas ainda hoje. (G1)

TECH NO PRÓXIMO NÍVEL

Depois de anos em desenvolvimento, a pandemia não só acelerou, mas trouxe de vez a automação nas fábricas, nos armazéns e nas áreas administrativas. Até o fim do ano, a base instalada de robôs de fábricas em todo o mundo superará 3,2 milhões de unidades, o dobro do patamar de 2015. Segundo as previsões, o mercado global de robótica industrial crescerá de US$ 45 bilhões em 2020, para US$ 73 bilhões em 2025. Não é à toa que a General Motors lançou este ano uma nova divisão de logística de vans para entrega de mercadoria e paletes elétricos autônomos para serem usados em armazéns. Hoje, os avanços na tecnologia e modelos de negócios permitem que não só as grandes, mas também as menores empresas desfrutem dos benefícios da automação. (Folha)

Pois é… O Brasil lidera o parque de robôs industriais da América do Sul. Tem mais de 15,3 mil robôs em operação. Na América Latina, só perde para o México, que está perto do mercado americano. A robotização brasileira está longe da adotada nos países desenvolvidos. Enquanto tem de 12 a 13 robôs a cada 10 mil trabalhadores, os EUA têm 1,3 mil, China 938, Japão 1,2 mil e Coreia 2,7 mil. (Valor)

 

Fonte: Canal Mei

Compartilhe: