Prática, concisa é a resenha diária de Bosco Martins.
Em poucos minutos você já sai de casa sabendo o que há de importante.

“Queernejo” a versão LGBTQA+ do sertanejo vc conhece?

Mato Grosso do Sul, 22 de junho de 2021

Romper a arraigada cultura heteronormativa e a masculinidade tóxica que permeiam o universo sertanejo. Essa era a proposta de artistas como Gabeu, um homem gay, e Alice Marcone, uma mulher trans, a criarem o “queernejo”, uma versão LGBTQA+ do gênero que há décadas ocupa as paradas no Brasil. Por que o movimento não decola? Na opinião dos próprios artistas, é a falta de patrocínio. “De onde vem o dinheiro dos sertanejos? De marcas de cerveja, de carne, interessadas em sustentar o sertanejo tal qual ele é”, diz Marcone.

…E conhece  a Maneskin?

Se até a primeira quinzena de maio alguém falasse “Maneskin” fora da Itália ou do circuito roqueiro europeu, receberia um olhar intrigado de volta. Não mais. Após vencer o Eurovision 2021 (YouTube), o quarteto italiano saltou para o topo da lista de visualizações do Spotify e agora faz planos para romper a barreira linguística e conquistar mercados nos EUA e além.

Mulheres marcantes

Como é fazer documentários no Brasil sobre temas ligados a mulheres marcantes? Essa pergunta vai ser respondida hoje na Mostra Elas, que recebe as cineastas Anna Mulyaerte e Lô Politi, diretoras de Alvorada, sobre a reclusão da ex-presidente Dilma Roussef durante o processo de impeachment, e a documentarista e repórter Eliane Scardovelli, corroteirista da série Marielle – o documentário. Idealizado pela atriz e escritora Júlia Medeiros, a Mostra Elas vai ao ar às 20h no canal dela no YouTube.

Moro nãooo..

O protesto de professores e juristas fez com que os organizadores do 3º Encontro Virtual do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito do Brasil (Conpedi) cancelassem um painel sobre combate à corrupção que seria coordenado pelo ex-ministro Sérgio Moro. Segundo os críticos, ao ser considerado um juiz parcial pelo STF, Moro perdeu a qualificação para esse tipo de debate. A presença do ex-ministro teria sido uma exigência do patrocinador do painel, a Apsen Farmacêutica, fabricante de cloroquina, que também foi criticada. A empresa nega a imposição do nome de Moro, que não se pronunciou.

Carlinhos Metralha condenado

A Justiça Federal em São Paulo condenou, em primeira instância, o delegado aposentado Carlos Alberto Augusto, conhecido durante a ditadura militar como Carlinhos Metralha, pelo sequestro do ex-fuzileiro naval Edgar de Aquino Duarte, desaparecido desde 1971. Augusto recebeu uma pena de dois anos e onze meses de prisão em regime semi-aberto, mas poderá recorrer em liberdade. Segundo o Ministério Público Federal, é a primeira condenação penal por crimes cometidos durante o regime militar.

Sistema Oculus

O Facebook vai começar a testar anúncios em jogos de realidade virtual do seu sistema Oculus. A ideia é que essa estratégia ajude a tornar o software de realidade virtual mais acessível e ao mesmo tempo, torne a plataforma mais atraente para desenvolvedores de conteúdo.

Novidade do Facebook. Foi liberado  nos EUA o Live Audio Rooms, sua versão do Clubhouse. Além desse recurso, o Facebook também terá o Soundbites, uma espécie de Reels, concorrente do TikTok do Instagram, mas para áudio.

Outra novidade é que, após testar em algum países, o Instagram liberou os anúncios no Reels, sua versão do TikTok.

Geração Z e Millennials

Sustentabilidade atrelada aos negócios está cada vez mais deixando de ser uma escolha. Para especialistas, a adesão das empresas à agenda ambiental, social e de governança (ESG) está afetando valor de empresas. A preocupação de checar se a marca ou a companhia tem propósito é nítida sobretudo entre os consumidores da geração dos millennials e da geração Z na hora de ir às compras.

Bitcoin

A China apertou ainda mais sua política contra o bitcoin. Proibiu que seus bancos domésticos e a plataforma de pagamento Alipay, do Ant Group, forneçam serviços ligados à negociação de moedas virtuais. Ainda fechou 26 das maiores mineradoras que ficam localizadas na província de Sichuan. Com o fechamento, 90% da capacidade de mineração da China está offline. Após essa decisão, o bitcoin despencou 10%, caindo para o patamar de US$ 32 mil.

Então… As restrições podem tirar a liderança da China que controlava 75% da capacidade de mineração do mundo. Nas últimas semanas, autoridades pelo mundo intensificaram a preocupação pelo impacto ambiental das criptomoedas e a pressão que colocam sob os sistemas de energia

Politica

Mais um presidenciável está de olho numa das bases do bolsonarismo, o eleitorado evangélico. Ciro Gomes (PDT) publicou um vídeo em redes sociais com uma Constituição e uma Bíblia dizendo que as duas não são conflitantes. A gravação foi ao ar dias depois do ex-presidente Lula se encontrar com o bispo Manoel Ferreira, líder da Assembleia de Deus, uma das maiores denominações neopentecostais do país.

Lula

O ex-presidente Lula, seu ex-chefe de gabinete Gilberto Carvalho e outros cinco acusados foram absolvidos ontem, por falta de provas, num dos processos derivados da operação Zelotes. Lula era acusado de editar uma MP para favorecer montadoras em troca de R$ 6 milhões em doações para o PT, mas o próprio Ministério Público reconheceu que não tinha como comprovar essas alegações

fonte canal meio e blog do bosco

 

 

 

 

BRASILEIROS PERDIDOS PARA A COVID CHEGAM A UM QUARTO DE MILHÃO

Já estava previsto, mas não é menos aterrorizante. O Brasil atingiu nesta quarta-feira a marca de 250 mil mortos pela Covid-19, mantendo-se atrás apenas dos EUA em número de vítimas fatais, embora seja o terceiro em casos — a Índia é o segundo. Ontem foram registradas 1.433 mortes, totalizando 250.079 vítimas. A doença está retrocedendo em vários países, informa Jamil Chade com dados da OMS, mas aqui ocorre o contrário. A taxa de transmissão no Brasil, apurada pelo Imperial College de Londres, voltou a subir e está em 1,05 – significa que 100 infectados transmitem o vírus para 105 novos portadores. Acima de 1, a taxa indica que a doença está fora de controle. Isso é o Brasil. (UOL)

Miguel Nicolelis, cientista: “Neste momento, o Brasil é o maior laboratório a céu aberto onde se pode observar a dinâmica natural do coronavírus sem qualquer medida eficaz de contenção. Todo o mundo vai testemunhar a devastação épica que o SARS-CoV-2 pode causar quando nada é feito de verdade para contê-lo.” (Twitter)

Embora seja comandado por um general apresentado como especialista em logística, o Ministério da Saúde se enrolou com a Região Norte. Mandou para o Amazonas as duas mil doses de vacinas destinadas ao Amapá, que recebeu as 78 mil doses do Amazonas. A pasta diz que a situação será corrigida. E a crise amazonense só faz crescer. Nos 54 dias de 2021, a Covid-19 matou 5.228 pessoas no estado, mais que os 5.285 mortos registrados entre março e dezembro do ano passado. (G1)

A calamidade causada pela doença vai de um extremo ao outro do país. Depois do Amazonas, o Rio Grande do Sul vê sua rede pública à beira do colapso, com 96% dos leitos de UTI ocupados em Porto Alegre. A média móvel de mortes também registrou um aumento de 53% em relação há duas semanas, indicativo de alta nos óbitos. Pior, segundo especialistas, o número ainda não reflete as aglomerações clandestinas no carnaval. (Globo)

Em São Paulo, o governo determinou um “toque de restrição” a partir de amanhã, entre 23h e 5h para conter aglomerações. Em entrevista coletiva, o próprio governador João Doria (PSDB) teve dificuldade em explicar como o sistema funciona. (Folha)

O Senado aprovou projeto de lei permitindo que o governo assuma os riscos decorrentes da aplicação de vacinas, o principal entrave à compra de imunizantes da Janssen e da Pfizer (que já tem registro definitivo da Anvisa). O texto prevê ainda que a iniciativa privada compre vacinas, mas algumas várias condições: enquanto houver vacinação de grupos prioritários, 100% do que empresas importarem deverá ser doado ao SUS; depois, esse percentual cai para 50%, e o restante terá de ser aplicado gratuitamente, por exemplo, na imunização de funcionários. O projeto deve ser votado ainda esta semana na Câmara. (Globo)

Só que… O presidente Jair Bolsonaro, crítico dos termos exigidos pela Pfizer, acenou com a possibilidade de vetar o projeto aprovado pelo Senado. (UOL)

O Ministério da Saúde recebeu na terça-feira 3,2 milhões de novas doses de vacinas – dois milhões da Oxford AstraZeneca e 1,2 milhão de doses da CoronaVac. Elas devem começar a ser distribuídas ainda hoje. (G1)

TECH NO PRÓXIMO NÍVEL

Depois de anos em desenvolvimento, a pandemia não só acelerou, mas trouxe de vez a automação nas fábricas, nos armazéns e nas áreas administrativas. Até o fim do ano, a base instalada de robôs de fábricas em todo o mundo superará 3,2 milhões de unidades, o dobro do patamar de 2015. Segundo as previsões, o mercado global de robótica industrial crescerá de US$ 45 bilhões em 2020, para US$ 73 bilhões em 2025. Não é à toa que a General Motors lançou este ano uma nova divisão de logística de vans para entrega de mercadoria e paletes elétricos autônomos para serem usados em armazéns. Hoje, os avanços na tecnologia e modelos de negócios permitem que não só as grandes, mas também as menores empresas desfrutem dos benefícios da automação. (Folha)

Pois é… O Brasil lidera o parque de robôs industriais da América do Sul. Tem mais de 15,3 mil robôs em operação. Na América Latina, só perde para o México, que está perto do mercado americano. A robotização brasileira está longe da adotada nos países desenvolvidos. Enquanto tem de 12 a 13 robôs a cada 10 mil trabalhadores, os EUA têm 1,3 mil, China 938, Japão 1,2 mil e Coreia 2,7 mil. (Valor)

 

Fonte: Canal Mei

Compartilhe: