Manoel de Barros

‘Manoel foi figura única e inventor da literatura pantaneira’, diz Martins em homenagem ao centenário do poeta

‘Manoel foi figura única e inventor da literatura pantaneira’, diz Martins em homenagem ao centenário do poeta

BM acervo, Manoel de Barros
Reportagem publicada no Portal da Educativa em 26 de novembro de 2016. Por Kemila Pellin “Até hoje quando me chamam para falar de Manoel eu digo e repito: não é nenhum ‘despropósito’ afirmar que ele inventou sua própria literatura, a “literatura pantaneira”, destacou o jornalista e diretor presidente da da Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul, Bosco Martins ao homenagear o centenário de Manoel de Barros durante abertura do II Fórum Nacional de Jornalistas da Mídia Eletrônico, Turismo e Meio Ambiente que aconteceu em Bonito em Mato Grosso do Sul. Ao lado da compositora e cantora Lenilde Ramos, Martins usou a poesia de Carlos Drummond de Andrade para se referir ao poeta, afirmando, sem nenhum receio, que sua vida foi ‘mais bonita do que a de Robinson Crusoé’. Segundo o jornalista,
Um ano sem Manoel de Barros: Reveja especiais sobre o poeta

Um ano sem Manoel de Barros: Reveja especiais sobre o poeta

Manoel de Barros
Reportagem publicada em 11 de novembro de 2015 no Portal da Educativa. Sexta-feira completa um ano da morte do poeta Manoel de Barros. Para rememorar, a TV Educativa exibe, sábado e domingo, programas especiais com menções sobre o poeta, que morreu aos 97 anos, no dia 13 de novembro do ano passado. No sábado, às 14h, a TVE exibe o filme Caramujo-Flor, de Joel Pizzini, e entrevista realizada pelo jornalista Bosco Martins, amigo e confidente do poeta, um dos maiores escritores que o mundo literário conheceu. Domingo, também às 14h, será exibido o documentário “O poeta é um ser que lambe as palavras e se alucina”, de Arlindo Fernandes. A entrevista mediada pelo jornalista Bosco Martins, realizada em 2006, quando o poeta completou 90 anos, traz reflexões sobre poesia, política, religião e
Feliz Natal poeta!

Feliz Natal poeta!

Manoel de Barros
Artigo publicado no Portal da Educativa em 19 de dezembro de 2015. Por Loiva Heidecke Schiavo* O poeta virou passarinho, disse a neta quando Manoel se foi. Às vésperas do Natal ou precisamente a uma semana das comemorações do nascimento de Jesus Menino, o poeta da escrita intrigante e palavras “de inocência e felicidade infantil”, completaria neste 19 de dezembro 99 anos. Não tive o prazer de conhecer pessoalmente o poeta Manoel de Barros. Somente através de seus livros e “entrevistas poéticas”, mas ainda nos sentimos criança ao debruçar em sua literatura. Em Bonito entre as matas do Cerrado, à beira do rio Formoso, a presença dele fica ainda mais latente quando buscamos em sua poesia “transver” o mundo. Assim é que recarregamos nossas energias diárias e carregamos “água na peneira”, br
Varal coletivo espalha poesias do escritor Manoel de Barros na Praça do Rádio

Varal coletivo espalha poesias do escritor Manoel de Barros na Praça do Rádio

Manoel de Barros
Reportagem publicada no site Campo Grande News em 4 de outubro de 2015. Por Naiane Mesquita Um varal cheio de poesias e algumas pessoas decididas a espalhar a literatura pela cidade. O projeto “Manoel de Barros nas ruas” ganhou a primeira edição física ontem, à tarde, na Praça do Rádio Clube, em Campo Grande. Desenvolvido por uma administradora apaixonada por literatura, o projeto tem o objetivo de ocupar ambientes urbanos com o trabalho do poeta, sempre priorizando a atividade coletiva, ou seja, com o apoio de toda a comunidade. “Sempre quis fazer uma homenagem para Manoel de Barros. Quando ele faleceu ano passado eu criei a página no Facebook, que hoje tem colaboradores em todo o mundo, que deixam poemas dele em bancos de pontos de ônibus, em locais coletivos, espaços públicos.
Sambas têm berrante e viola em homenagem a MS no Carnaval do Rio

Sambas têm berrante e viola em homenagem a MS no Carnaval do Rio

Manoel de Barros
Reportagem publicada no site Campo Grande News em 25 de julho de 2016. Por Naiane Mesquita Salve Manoel de Barros! O poeta ícone de Mato Grosso do Sul será homenageado no desfile do ano que vem pela Império Serrano. Depois de anunciar o tema, agora é a vez de escolher o samba-enredo da escola, assim como os últimos detalhes do Carnaval, que promete ser emocionante para quem acompanha de perto a história e o trabalho do escritor. Com direito a berrante e um toque de viola, cada compositor buscou uma forma de inserir elementos da obra de Manoel e também homenagear Mato Grosso do Sul. Há muitas desconstruções nas letras que concorrem, com palavras que ganharam novos significados nas poesias de Manoel. Samba assinado por Arlindo Cruz é um dos 15 selecionados para a disputa final. A letra
Por 10 anos, amigo caminhou todos os dias ao lado do Manoel homem e poeta

Por 10 anos, amigo caminhou todos os dias ao lado do Manoel homem e poeta

Manoel de Barros
Reportagem publicada no site Campo Grande News em 13 de novembro de 2014. Por Paula Maciulevicius "A minha relação com o poeta é uma relação dupla. Com o homem, o ser humano, a pessoa física e com o poeta. Essa relação com o homem é muito maior que o poeta". As frases são do amigo Pedro Spíndola, que sem "simostração", vocabulário do poeta, caminhou lado a lado durante 10 anos, com os dois Manoel. Fosse domingo, fosse feriado, o andar era sagrado. Pedro saía de sua casa, na Rua Paraíba, em direção à Rua Piratininga. O trajeto era o mesmo diariamente, até a sede onde hoje é a Unimed. O quarteirão pertencia à AABB. "Ele não recebia as pessoas por timidez. Ele é extremamente tímido". A conjugação do verbo não aceita passado porque à época da entrevista, Manoel estava no presente. Hoje t
Obras de Manoel de Barros são interpretadas por crianças

Obras de Manoel de Barros são interpretadas por crianças

BM acervo, Manoel de Barros
Reportagem publicada no jornal Correio Braziliense em 18 de dezembro de 2015. Alunos de Campo Grande, cidade que viveu Manoel de Barros em Mato Grosso do Sul, montaram uma exposição em homenagem ao poeta Estudantes entre 9 e 10 anos da Escola Oswaldo Tognini participaram de um projeto em homenagem aos 99 anos de Manoel de Barros. As crianças foram apresentadas as obras do poeta e a partir da infantil interpretação reproduziram com colagem, linha e giz de cera, as palavras do escritor. São cerca de 100 gravuras em acrílico e colagem, ilustrações com giz de cera e telas bordadas com linhas de crochê, uma técnica francesa chamada ponta de agulha. Os trabalhos estão expostos no Espaço Cultural da Rádio e TV Educativa, movimentado ponto turístico da cidade. O idealizador do
O coração de Manoel de Barros parou, depois de meses sem vontade de viver

O coração de Manoel de Barros parou, depois de meses sem vontade de viver

Manoel de Barros
Reportagem publicada pelo site Campo Grande News em 13 de novembro de 2014. Por Ângela Kempfer Não existe a morte para alguém como Manoel de Barros. Não cabe bem, até por sinal de respeito. O poeta nunca gostou que colocassem data na existência. Então, o dia é de mais uma daquelas inutilezas que a vida inventa e que ele por tantas vezes substantivou. O coração parou por volta das 8h desta quinta-feira, no Proncor, depois de 6 meses em estado de ruína, como ele mesmo definia os efeitos dos 97 anos de idade, quase 98, que seriam comemorados no dia 19 de dezembro. O velório será no Parque das Primaveras, mas ainda não há horário definido. "Nesses últimos dias, não reconhecia mais ninguém", diz o irmão Abílio Leite de Barros, de 85 anos. Mas a debilidade veio de forma lenta, lembra ele.
No ano do centenário do poeta, Manoel de Barros vira enredo na Sapucai

No ano do centenário do poeta, Manoel de Barros vira enredo na Sapucai

Manoel de Barros
Matéria publicada pelo site Campo Grande News em 21 de maio de 2016. Por Luana Rodrigues A Império Serrano anunciou hoje à tarde que o poeta Manoel de Barros será o tema da escola no Carnaval de 2017. O enredo “Meu quintal é maior que o mundo” será uma homenagem à poesia do escritor que completaria 100 anos em dezembro de 2016 e também ao Pantanal. O título é inspirado em um verso do poema “O Apanhador de desperdícios”: “Eu fui aparelhado para gostar de passarinhos/ Tenho abundância de ser feliz por isso/ Meu quintal é maior do que o mundo/ Sou um apanhador de desperdícios/ Amo os restos/ como as boas moscas/ Queria que a minha voz tivesse um formato de canto/ Porque eu não sou da informática/ eu sou da invencionática/ Só uso a palavra para compor meus silêncios”. O carnavalesco Marc
Mostra que homenageia centenário de Manoel de Barros continua na UCDB

Mostra que homenageia centenário de Manoel de Barros continua na UCDB

Manoel de Barros
Matéria publicada pelo Campo Grande News em 29 de julho de 2016. Por Nyelder Rodrigues A UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) continua recebendo a exposição "Deslimite da Palavra", realizada pela no campus da avenida Tamandaré da universidade em homenagem ao centenário do poeta Manoel de Barros. A mostra ficará no bosque do Bloco A, onde o público poderá apreciar nove trabalhos do poeta, que completaria 100 anos no dia 19 de dezembro, e interagir com a exposição, escrevendo versos e mensagens em cada um dos painéis espalhados ao longo da passarela. Com arte de Rosy Ozório e curadoria do Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional, Ir. Gillianno Mazzetto, as poesias selecionadas convidam a uma viagem pela obra de Manoel de Barros. Entre elas estão Bernardo, O fazedor de amanhecer, O