Manoel de Barros

Um Doutor

Um Doutor

Destaque, Manoel de Barros, Poético
Um doutor veio formado de São Paulo. Almofadinha. Suspensórios, colete, botina preta de presilhas. E um trejeito no andar de pomba rolinha. No verbo, diga-se de logo, usava naftalina. Por acaso, era um pernóstico no falar. Pessoas simples da cidade lhe admiravam a pose de doutor. Eu só via o casco. Fomos de tarde no Bar O Ponto. Ele, meu pai e este que vos fala. Este que vos fala era um rebelde adolescente. De pronto o Doutor falou pra meu pai: Meus parabéns Seo João, parece que seu filho agora endireitou! E meu pai: Ele nunca foi torto. Pintou um clima de urubu com mandioca entre nós. O doutor pisou no rabo, eu pensei. Ele ainda perguntou: E o comunismo dele? Está quarando na beira do rio entre as capivaras, o pai respondeu. O doutor se levantou da mesa e saiu com seu
‘Manoel de Barros o Poeta das Miudezas’

‘Manoel de Barros o Poeta das Miudezas’

BM acervo, Manoel de Barros
Artigo publicado no Portal da Educativa em 19 de dezembro de 2017. Por Bosco Martins* “O grande poeta de pequenas coisas,” Manoel de Barros faria 101 anos neste 19 de dezembro, quando foi homenageado com diferentes presentes. A inauguração da estátua, em tamanho real do Poeta, na avenida Afonso Pena é um dos presentes. A Obra de arte do cartunista e escultor campo-grandense Victor Henrique Woitschach, o Ique já está instalada. Outro presente é o lançamento do livro “101 Reinvenções para Manoel – Um estudo sobre a influência da linguagem do poeta Manoel de Barros sobre a criação literária em MS. A 1ª edição da obra conta com 1.500 exemplares, e foi organizada pelos Poetas e Professores Fábio Gondim e Ana Maria Bernardelli. Era 27 de abril de 1983 e eu completava 26 anos, quando meu a
“101 Reinvenções para Manoel,” revisita e homenageia o poeta e será lançado na data de seu aniversário

“101 Reinvenções para Manoel,” revisita e homenageia o poeta e será lançado na data de seu aniversário

Manoel de Barros
Reportagem publicada no Portal da Educativa em 17 de dezembro de 2017. Por Kemila Pellin Será lançado na próxima terça-feira (19) o livro ‘101 Reinvenções para Manoel – Um estudo sobre a influência da linguagem do poeta Manoel de Barros sobre a criação literária em MS”. A antologia traz 101 diferentes releituras e pontos de vistas de consagrados e jovens autores sobre o poeta que mais vendo livro no Brasil e tornou MS conhecido no Brasil e fora dele através da Literatura. Organizado por Fábio Gondim e Ana Maria Bernardelli, a obra é composta por textos de escritores e poetas: “Parafrasear o estilo manoelino de escrever é uma tarefa impossível, mas orientamos os autores a se reinventarem para homenagear Manoel de Barros. Essa antologia vai surpreender, pois como o Poeta prima pela simp
Estreante

Estreante

Manoel de Barros, Poético
Fui morar numa pensão na rua do Catete. A dona era viúva e buliçosa e tinha uma filha Indiana que dava pancas. Me abatia. Ela deixava a porta do banheiro meio aberta e isso me abatia. Eu teria 15 anos e ela 25. Ela me ensinava: Precisa não afobar. Precisa ser bem animal. Como um cavalo. Nobremente. Usar o desorgulho dos animais. Morder lamber cheirar fugir voltar arrodear lamber beijar cheirar fugir voltar até. Nobremente. Como os animais. Isso eu aprendi com minha namorada Indiana. Ela me ensinava com ungüentos. Passava ungüento passava ungüento passava ungüento. Dizia que era um ato religioso foder. E que era preciso adornar os desejos com ungüento. E passava ungüento e passava ungüento. Só depois que adornava bem ela queria. Pregava que fazer amor é uma eucari
MS 42 Anos: Identidades de Mato Grosso do Sul

MS 42 Anos: Identidades de Mato Grosso do Sul

Manoel de Barros
Reportagem publicada no Portal da Educativa em 10 de outubro de 2019. Por Theresa Hilcar/Subsecretaria de Comunicação de MS – Subcom. Fotos: Divulgação. A decisão de desmembrar Mato Grosso e criar Mato Grosso do Sul foi tomada em abril de 1977 pelo terceiro presidente do regime militar, Ernesto Geisel, seis meses antes da assinatura da Lei Complementar nº 31, em 11 de outubro. A divisão efetivamente aconteceu em janeiro de 1979 com a instalação do Governo do novo Estado. A formação cultural do sul-mato-grossense está associada, portanto, à diversidade das tradições trazidas pelos migrantes e pelos imigrantes, mas algumas predominaram e deram uma característica muito peculiar às manifestações artísticas locais. Música, literatura, artes plásticas, culinária, turismo, economia e tod
Estátua de Manoel será instalada na sombra de uma figueira, no coração da Cidade Morena

Estátua de Manoel será instalada na sombra de uma figueira, no coração da Cidade Morena

BM acervo, Manoel de Barros
Reportagem publicada no Portal da Educativa em 27 de setembro de 2017. Por Kemila Pellin Na Avenida Afonso Pena, bem ali, no coração de Campo Grande, de baixo da figueira,  entre as ruas Rui Barbosa e Pedro Celestino, será instalada a homenagem a aquele que, através da poesia, fez de Mato Grosso do Sul um estado reconhecido por sua diversidade e natureza exuberante. A estátua de Manoel de Barros em tamanho real, sentado no sofá de sua casa, finalmente vai sair da galeria para ficar pertinho do público. A decisão foi anunciada hoje (27) pelo secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, na presença do artista plástico Ique Woitschach, do Juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos David de Oliveira, da representante do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul (IH
Autor da obra de Manoel de Barros questiona existência de sítio histórico militar na Afonso Pena

Autor da obra de Manoel de Barros questiona existência de sítio histórico militar na Afonso Pena

BM acervo, Manoel de Barros
Reportagem publicada no Portal da Educativa em 20 de setembro de 2017. Por Kemila Pellin A escolha do local definitivo para a estátua que marca o centenário de Manoel de Barros continua gerando polêmica. O laudo negativo do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul (IHGMS) para instalação da obra no canteiro central da Avenida Afonso Pena, entre as ruas Rui Barbosa e 13 de Maio, foi repercutido em todo Estado e ganhou destaque nacional com reportagem divulgada no Correio Braziliense, de autoria do jornalista e amigo do poeta, Bosco Martins. O autor da obra, cartunista e escultor campo-grandense Victor Henrique Woitschach – Ique – também se posicionou publicamente nas redes sociais, questionando a existência de sítio histórico militar. “Mesmo tendo que acatar decisão j
Manoel de Barros e Delinha Sinfônico encantam público nesta terça-feira na TVE

Manoel de Barros e Delinha Sinfônico encantam público nesta terça-feira na TVE

BM acervo, Manoel de Barros
Reportagem publicada no Portal da Educativa em 10 de janeiro de 2017. Por Kemila Pellin Hoje é dia de homenagear o grande poeta que inspirou a programação especial de Ano Novo da TVE. Manoel de Barros será personagem principal do programa CULT.E desta terça-feira (10) a partir das 21 horas. Na sequência a voz encantadora e inconfundível de uma das maiores artistas sul-mato-grossenses poderá ser contemplada no show Delinha Sinfônico, conduzido pelo maestro Eduardo Martinelli. Manoel de Barros é conhecido mundialmente pela sua poesia lúdica e que tinha como eixo central o Pantanal de Mato Grosso do Sul. Ele é o responsável por disseminar nossa cultura e fazer do nosso patrimônio natural uma referencia para o mundo. “Até hoje quando me chamam para falar de Manoel eu digo e repito: não é
Capital terá exposição de quadrinhos de poesias de Manoel de Barros

Capital terá exposição de quadrinhos de poesias de Manoel de Barros

Manoel de Barros
Reportagem publicada no Portal da Educativa em 19 de maio de 2016. Fonte: UEMS Neste sábado (21), o Núcleo de Pesquisa em Quadrinhos – Nupeq, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e o Coletivo Bigorna Ilustrada apresentam a exposição de poesias Manoel de Barros em Quadrinhos, criado pelo Coletivo Bigorna, em comemoração ao centenário do poeta. A exposição será durante o projeto Calçadão Cultural realizado pela Fundação Municipal de Cultura (Fundac), com objetivo aproximar os campo-grandenses de espetáculos artísticos. A intenção é levar para a rua o que está sendo produzido pelos grupos de dança, de música, de capoeira e teatro em Campo Grande. O Núcleo de Pesquisa em Quadrinhos – Nupeq, da UEMS/CG é um grupo de estudo do professor doutor Nataniel Gomes, que iniciou s
Manoel de Barros ganha exposição e publicação de selo em 2016

Manoel de Barros ganha exposição e publicação de selo em 2016

Manoel de Barros
Reportagem publicada no Portal da Educativa em 10 de fevereiro de 2016. Por Adriano Hany No retorno aos trabalhos após o carnaval o diretor-presidente da Rádio e TV Educativa (RTVE) recebeu em seu gabinete o jornalista, escritor e amigo Pedro Spíndola. Pedro Spíndola e Bosco Martins cultivaram com o poeta Manoel de Barros uma amizade de mais de 30 anos  e guardam ainda muito material inédito, como fotos, textos, vídeos,  e passagens da obra e a vida do poeta Manoel de Barros. Entre uma lembrança e outra, na conversa entre os dois amigos, Spíndola adiantou  sobre o projeto  apresentado  aos Correios, propondo a criação de um selo homenageando Manoel de Barros, o projeto foi aceito estará estampando correspondências por todo o país já no próximo  mês de março. Também junto com os Corr